Mais uma estreia de colunista aqui no Seu Oscar. Desta vez, de Jamille Scopel. Vale a leitura. Confira!

Muitas pesquisas eleitorais pipocam na mídia em época de campanha. Será que os resultados são verdadeiros? Eis a pergunta que não quer calar. Mas, pensando bem, não interessa. Pois não se deve escolher o voto através de opinião alheia. Se você é do tipo que prefere ir com a maré na hora de votar, prova que brasileiro é mesmo burro.

Ouço muitas pessoas dizendo que não querem ”jogar voto fora”, como se expressar opinião própria fosse algo hediondo. Votar em um político, com o qual você não concorda, pelo simples fato dele ter mais chances de ganhar, é ridículo. Você, por acaso, desiste de tentar alcançar um objetivo quando fica difícil?

Se respondeu sim, então meu amigo, não merece nada que conquistou. Se é que conquistou algo, porque ao que parece sua preguiça te consome e seu comodismo e falta de vontade são admiráveis. Por causa de eleitores com esse perfil é que o país não vai para frente. Bons políticos (Sim, eles ainda existem! Só não costumam ganhar eleição.) nunca governarão a menos que a população permita.

Aprender a votar é o que pode melhorar a situação em que vivemos. Você acredita em um determinado candidato? Então deve votar em seus aliados, porque ninguém faz nada sozinho e milagres não parecem existir na política. Você não acredita na coligação dele? Pule fora, deve ser mais um no bando.

Entenda que o governo, para funcionar bem, precisa estar de acordo em todas as suas casas. Senado, câmara e presidente; governador e prefeito; todos precisam ter os mesmos interesses, caso contrário nada sai do papel. Qualquer um pode sugerir leis ou projetos, mas a aprovação precisa vir da maioria.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.