magno_oliveira

Aloha,

Meu nome é Magno Oliveira Passos, tenho 23 anos, e há 10 iniciei nas competições de Bodyboarding.

Tornei-me profissional em 2002, logo após ter conquistado o título de campeão estadual na categoria amador. Encerrei o Ano de 2007 em 5º no ranking mundial, após o resultado da última etapa nas Ilhas Canárias.
Minha família mora em Guarapari, porém a minha casa agora é o mundo. Pelo menos três meses ao ano, tento estar em casa para recarregar as energias junto à família e amigos.
Na maioria dos meses restantes, resido no Hawaii, geralmente de três a seis meses, já que é lá onde o Tour do campeonato mundial começa, justamente na maior e mais perfeita onda do mundo: Pipeline.
Hawaii pra mim também é onde intensifico os treinos para me preparar para resto do circuito.
E é isso ai “uzmininu” agora estão conectados ao SeuOscar.com.br, fechando assim parceria que desde há muito tempo já era formada.
Muchas gracias…

Magno Oliveira
www.magnooliveira.com

Mais um pouco sobre Magno Oliveira:

Magno inicia-se nas competições no ano de 1998 e em 1999, com apenas 14 anos conquistou o titulo de vice-campeão na categoria iniciante do circuito mais disputado do país – o carioca, ingressando de vez no cenário nacional do esporte.
Entre 1998 e 2000, Magno passou pelas categorias iniciante, mirim e amador, percorrendo todo o litoral brasileiro, adquirindo mais experiência e conquistando títulos como de campeão estadual capixaba em 2001. Foi dessa forma que chegou à categoria profissional.
Em 2002 seu primeiro ano como atleta profissional obteve grandes resultados nos principais circuitos nacionais:
– Vice-campeão nas 2ª e 5ª etapas do circuito paulista Petrobras;
– Vice-campeão da 1ª etapa Estadual.
Em 2003 Magno é destaque no filme “Ideologia Que!” (premiado pela Revista Fluir), que mostra as maiores ondas filmadas no Brasil, durante uma competição em Itacoatiara/Niterói. Magno executou uma manobra de nome “El Rollo” em uma onda de quase três metros e foi ovacionado por todo o publico presente.
A partir daí começa a ser reconhecido por suas atitudes em ondas grandes.
Em 2004, com apenas 19 anos e após conquistar a 5ª colocação na 1ª etapa do circuito brasileiro em Campos no Rio de Janeiro viaja para o Hawaii com o objetivo de se especializar em ondas de grosso calibre.

Em abril de 2004, Magno retorna ao Brasil sendo considerado pela mídia como um dos Big Riders mais novos do bodyboarding atual.
No final do ano de 2004, Magno Oliveira é anunciado como o principal atleta da Z-Point (empresa especializada na fabricação de pranchas de bodyboarding).
A empresa trouxe como novidade a marca do atleta nas pranchas, além de pôsteres de Magno anexados às mesmas com a foto de uma bomba em Backdoor/Hawaii.
Em 2005 viaja para sua 2ª temporada havaiana no intuito de treinar nas grandes ondas e fazer divulgação dos novos modelos Z-Point.
Permanecendo cerca de seis meses no Hawaii, Magno se prepara para ingressar no circuito mundial e retorna ao Brasil trazendo uma excelente bagagem (fotos e imagens) e firma contrato de patrocínio com a renomada marca de óculos SPY.
Anida no fim de 2005, Magno seguiu para a Europa para disputar a Perna Européia do Circuito Mundial obtendo expressivos resultados em Portugal e Espanha. 25º e 17º lugares respectivamente. Da Espanha, seguiu para as Ilhas Canárias com o objetivo de fazer matéria para o canal SPORTv/Globo.
Em outubro, seguiu para o Chile onde foi o grande destaque no primeiro dia de competição, sendo motivo de matéria no jornal chileno “La Estrella”.
Em dezembro de 2005 volta ao Hawaii para as duas ultimas etapas do circuito mundial. Consegue bons resultados que lhe asseguram em seu primeiro ano no circuito, o posto de 8º melhor atleta brasileiro no ranking mundial.
Magno fecha o Ano de 2007 como o 5º melhor BodyBoarder do mundo e é uma das principais armas da equipe de Mike Stewart (o lengendário) no ano de 2008.

Fonte: Magno Oliveira.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.